cabecalho.gif







Boletins


Publuicações
   
 

 

 

 

 

 

Anteriores

13/04/2020-
Tributo à Vida
DS/Rio engajada no Projeto Cestas Básicas RJ



A diretoria da DS/Rio tem sido procurada por filiados que desejam contribuir, de alguma forma, para aliviar a fome de parcela expressiva da população do nosso estado, atingida diretamente pelos impactos sociais do coronavírus.

Considerando a urgência da situação, a diretoria sindical local disponibilizou uma conta bancária para que os colegas efetuarem depósitos em prol dessa causa, que é mais do que justa. Os recursos obtidos serão repassados, gradualmente, a entidades com reconhecida história de ação social.

Depósitos – Eis os dados bancários: Delegacia Sindical do Rio de Janeiro – Sindifisco Nacional – Banco do Brasil – Agência 183-X, conta corrente 130155-1, CNPJ 03.657.699/0006-60.

O valor do depósito fica a critério do doador. Mas deve ser acrescido de R$ 00,1 – exemplo, R$ 100,01 – para que o Setor Financeiro da DS/Rio identifique a natureza do recurso e o repasse às instituições indicadas.

Repasses – O valor arrecadado até o dia 30 de abril será repassado à CUFA – Central Única das Favelas (https://www.cufa.org.br/). O valor arrecadado a partir deste dia e até 15 de maio irá para a Ação da Cidadania (https://www.acaodacidadania.com.br/). Devido ao caráter emergencial, poderão ocorrer repasses parciais durante o período mencionado.

As duas entidades vêm atuando, em âmbito nacional, para levar alimento e artigos de higiene pessoal às famílias que não têm meios de subsistência durante o isolamento social.

Outras opções – A diretoria da DS/Rio estuda ainda outras opções de ajuda, como a inclusão de outras entidades ou iniciativas sólidas e com credibilidade. Outra possibilidade é que a própria DS/Rio efetue a compra e a entrega das cestas básicas.

A situação será avaliada por ocasião do segundo repasse. De qualquer forma, a expectativa é mantermos a ajuda humanitária enquanto durar a crise social provocada pelo Covid-19.

Doação da DS/Rio – Por decisão da diretoria, a DS/Rio irá participar do Projeto de Cestas Básicas RJ, com uma doação inicial de R$ 5 mil.

Impossibilitada de obter, neste momento, aprovação da Assembleia Local para esta decisão, e considerando a urgência da demanda, a diretoria da DS/Rio firma o compromisso de submetê-la ao escrutínio da categoria, na primeira oportunidade. Caso os filiados não aprovem a doação – e, portanto, esta não seja referendada a posteriori –, a diretoria sindical local se compromete, desde já, a ressarcir a totalidade dos valores doados.

Fundo Solidário – A DS/Rio também atendeu à conclamação da Diretoria Executiva Nacional (DEN) do Sindifisco Nacional para se engajar na criação do “Fundo Solidário Carlos José Martins do Valle". O fundo é destinado às famílias de funcionários terceirizados das unidades da Receita Federal que, por infortúnio, venham a falecer em decorrência do coronavírus. A iniciativa ocorreu após o falecimento, no dia 5 de abril, do vigilante Carlos José Martins do Valle, que trabalhava na DECEX/RJO.

O valor de contribuição da DS/Rio é de R$ 1mil e será abatido na coparticipação do repasse do mês de maio próximo.

Outras ações – Auditores-Fiscais de todo o país estão engajados em campanhas e projetos voluntários de ajuda aos mais necessitados. Relatamos, abaixo, algumas dessas ações.

- Na 7ª Região Fiscal, colegas se uniram por meio do Projeto Voluntariado, da DEMAC/RJO, para arrecadar doações destinadas a instituições filantrópicas já cadastradas, para compra de cestas básicas.

- A DS/Poços do Caldas vem promovendo a doação de cestas básicas.

- A DS/Espírito Santo organizou a doação de cestas básicas a três entidades locais de idosos carentes e creches para filhos de mães solteiras e vulneráveis. Os filiados daquela base estão articulando, ainda, a doação coletiva de sangue e plasma.

- Em Belo Horizonte, Auditores-Fiscais criaram um grupo de whatsapp com cerca de 180 pessoas, incluindo familiares e amigos. Esse grupo já arrecadou 372 cestas básicas que serão entregues, por uma associação de moradores, às famílias residentes em Aglomerados da Serra, a maior favela de Minas Gerais. Os Auditores-Fiscais de BH também analisam a possibilidade de uma doação à Santa Casa de Misericórdia local.

- Em Porto Alegre, a doação foi destinada à Santa Casa de Misericórdia, uma vez que essa instituição atende basicamente ao SUS e sobrevive com as doações de empresas e colaboradores.

“Quem tem fome tem pressa” – Cada contribuição é essencial para a subsistência dos que enfrentam graves problemas sociais causados pela pandemia. Como dizia o saudoso “Betinho” (Herbert de Souza), idealizador e fundador da Ação da Cidadania, “quem tem fome tem pressa”.

Unidos, podemos colaborar de fato com quem mais precisa!

 

 

 

Imprimir
   

 

 

 

Rua da Quitanda, 30 - 11º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ - CEP: 20011-030
Tel.: (21) 2507-6063 (fax) © 2009 sindifisconacional-rj.org.br – Todos os direitos reservados.